SETREM apoia o Projeto Perspectivas da Juventude Rural

A pesquisa do empreendedor rural Vanderlei Holz Lermen é realizada com estudantes do Ensino Médio da região, a maioria deles entre 14 e 17 anos

O Projeto Perspectivas da Juventude Rural foi idealizado no ano de 2015,a partir da possibilidade que o aluno do Curso Técnico em Agropecuária (CTA) da SETREM Vanderlei Holz Lermen visualizou em apresentar um projeto de pesquisa no Salão de Pesquisa SETREM (SAPS). "A primeira pesquisa foi feita na Escola Barão do Rio Branco de Boa Vista do Buricá. Como o tema chamou muita atenção na apresentação, os professores me incentivaram a expandir a pesquisa e ver como ficariam os resultados em outros municípios”, explica Lermen.

A pesquisa é realizada com estudantes do Ensino Médio, a maioria deles entre 14 e 17 anos, e já foi concluída nos municípios de Boa Vista do Buricá, Nova Candelária, São José do Inhacorá e Sede Nova. "A escolha dessa faixa etária se deu devido aos jovens estarem no momento de decisão quanto a profissão que querem para o futuro. Esse é o momento ideal para os jovens expor suas ideias sobre o meio rural”, defende Lermen.

Objetivos

Segundo o empreendedor rural, a pesquisa tem por objetivo analisar o que os jovens pensam sobre o meio rural, tanto os que moram no interior como os que moram na cidade. "Busca-se saber qual a porcentagem de jovens que querem ficar no meio rural e a dos que querem sair, além de os fatores de decisão e do porquê isso acontece”, complementa.

Resultados já obtidos

Lermen explica que como fator de decisão, o principal é o incentivo dos pais."Quando os pais incentivam os filhos a permanecer na propriedade, eles querem ficar. Quando os pais incentivem a buscar uma vida e profissão na cidade, eles querem sair. Nos municípios de Nova Candelária e São José do Inhacorá, esses dados foram 100% concordantes. Vemos, então, que a atenção deve ser voltada a mudar esse comportamento. Ao invés de incentivarmos os jovens a permanecer na agricultura, devemos incentivar os pais a incentivar os filhos a ficar no meio rural”, explica.

Outros dados importantes retirados da pesquisa apontam que, em relação ao sexo feminino, poucas jovens querem continuar no meio rural."Também descobrimos que cerca de 50%dos jovens não sabem quantos hectares têm a propriedade dos pais. Dentre os jovens que querem continuar no meio rural, cerca de 70%querem se profissionalizar através decurso superior ou técnico voltado à área”, ressalta Lermen.

Capacitações e parcerias

A partir da pesquisa e dos dados levantados, foi iniciada também uma nova linha do Projeto: as capacitações de jovens do meio rural. "A primeira turma iniciou no mês de agosto, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Boa Vista do Buricá e Nova Candelária e com apoio do Fundo Social da Sicredi Noroeste. Agora contamos também com o apoio da SETREM. Ao longo de um ano serão realizados encontros mensais, onde além de assuntos teóricos e práticos, serão realizadas visitas à propriedades e instituições”, conclui o empreendedor rural. A assinatura da minuta de parceria foi realizada nesta terça-feira, 19, no Campus da Instituição, por Lermen e pelo pesquisador institucional da SETREM, Mauro Alberto Nüske, na presença de uma turma de jovens participantes do Projeto.

Tags: #COMUNIDADE
Carregando comentários


© 2020 Sociedade Educacional Três de Maio
SETREM - Login
Av. Santa Rosa, 2405 Três de Maio - RS - CEP 98910-000
Fone/Fax: +55 (55) 3535 4600