Notícias

Mais Notícias...

Competências e Habilidades


O Técnico em Agropecuária formado pela SETREM, deverá apresentar as seguintes competências profissionais gerais da área:

  1. Analisar as características econômicas, sociais e ambientais, identificando as atividades peculiares da área a serem implementadas.
  2. Planejar, organizar e monitorar:
  3. A exploração e o manejo do solo de acordo com suas características.
  4. As alternativas de otimização dos fatores climáticos e seus efeitos no crescimento e desenvolvimento das plantas e dos animais.
  5. A propagação em cultivos abertos ou protegidos, em viveiros e em casas de vegetação.
  6. A obtenção e o preparo da produção animal; o processo de aquisição, preparo, conservação e armazenamento da matéria prima e dos produtos agro industriais.
  7. Os programas de nutrição e manejo alimentar em projetos zootécnicos.
  8. A produção de mudas (viveiros) e sementes.
  9. Selecionar e aplicar métodos de erradicação e controle de pragas, doenças e plantas daninhas, responsabilizando-se pela emissão de receitas de produtos agrotóxicos.
  10. Identificar os processos simbióticos, de absorção, de translocação e os efeitos alelopáticos entre solo e planta, planejando ações referentes aos tratos culturais.
  11. Planejar e acompanhar a colheita e a pós-colheita.
  12. Conceber e executar projetos paisagísticos, identificando estilos, modelos, elementos vegetais, materiais e acessórios a serem empregados.
  13. Identificar famílias de microorganismos, diferenciando os benéficos ou maléficos.
  14. Aplicar métodos e programas de reprodução animal e de melhoramento genético.
  15. Elaborar, aplicar e monitorar programas profiláticos, higiênicos e sanitários na produção animal e agroindustrial.
  16. Implantar e gerenciar sistemas de controle de qualidade na produção agropecuária.
  17. Identificar e aplicar técnicas mercadológicas para a distribuição e comercialização de produtos.
  18. Projetar e aplicar inovações nos processos de montagem, monitoramento e gestão de empreendimentos.
  19. Elaborar relatórios e projetos topográficos e de impacto ambiental.
  20. Elaborar laudos, perícias, pareceres, relatórios e projetos, inclusive de incorporação de novas tecnologias.
 
As competências abaixo listadas devem ser trabalhadas em todas as qualificações do curso e darão aporte à construção do perfil profissional descrito anteriormente:
 
  1. Agir com postura humanística, ética, cidadã e cristã nas atividades profissionais, deliberativas e de trabalho colaborativo.
  2. Desenvolver trabalhos em equipe, com relacionamento interpessoal adequado, utilizando-se de princípios éticos e de cidadania.
  3. Utilizar vocabulário técnico ao comunicar-se com os demais profissionais da área.
  4. Posicionar-se de maneira crítica, responsável e construtiva nas diferentes situações sociais.
  5. Utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos, passando assim a conhecer os avanços tecnológicos nas diferentes áreas do saber.
  6. Acompanhar lançamento de novos produtos no mundo agropecuário.
  7. Estar apto a testar e manusear novas ferramentas tecnológicas, descobrindo os recursos oferecidos pelas mesmas.
  8. Desenvolver visão holística da atividade agropecuária.
  9. Ter abertura à inovação e à modernidade e interesse pela investigação técnica.
 
As competências específicas que o egresso do Curso Técnico da SETREM possuirá são as seguintes:
 
  1. Planejar, projetar, implantar e conduzir cultivos de espécies vegetais de verão e de inverno utilizadas na alimentação, desde a escolha da área adequada, até a colheita, passando por todos os tratos culturais cabíveis, bem como seus respectivos processo de beneficiamento, armazenagem e conservação (grãos e sementes).
  2. Agir empresarialmente nas atividades rurais em todos os elos da cadeia produtiva, desde a aquisição de insumos até a comercialização e a transformação dos produtos, tanto de forma individual como associativa ou cooperativada.
  3. Implantar e gerenciar sistemas de controle da qualidade na produção agropecuária.
  4. Identificar pragas, doenças e inços causadores de danos às culturas agrícolas de verão, de inverno e perenes, estabelecendo os níveis de dano por elas causados e, em função destes níveis, definir métodos de controle de menor impacto ambiental, econômico e social possível.
  5. Selecionar e aplicar métodos de erradicação e controle de pragas, doenças e plantas daninhas, responsabilizando-se pela emissão de receitas de produtos agrotóxicos.
  6. Classificar e explorar os solos, identificando seus processos de formação e suas características.
  7. Conceber e aplicar métodos e técnicas de conservação dos solos.
  8. Coletar amostras e interpretar análises de solos, recomendando suprimento orgânico ou inorgânico, qualitativa e quantitativamente eficaz.
  9. Dimensionar o uso, operar e regular máquinas e implementos agrícolas.
  10. Elaborar e executar projetos de destinação do lixo tóxico, orgânico e inorgânico.
  11. Elaborar relatórios, projetos topográficos e de impacto ambiental.
  12. Elaborar e executar projetos de sistemas de irrigação, drenagem, construções e instalações rurais.
  13. Estruturar e conduzir pesquisas, elaborando projetos e relatórios consonantes com as normas da ABNT.
  14. Determinar adequados princípios de funcionamento, processos administrativos e de controle dos agronegócios, com ênfase no associativismo e no sistema cooperativista.
  15. Identificar e aplicar os processos gerais de criação de raças de bovinos de corte: origem, evolução, manejo e alimentação, reprodução e melhoramento genético, concebendo suas relações com o ser humano e o ambiente.
  16. Planejar, organizar e executar projetos, programas e atividades de implantação, desenvolvimento e aproveitamento das criações de gado de corte e bubalinos.
  17. Elaborar e implantar projetos de construções e instalações rurais;
  18. Gerir com propriedade o ciclo produtivo completo das culturas graníferas e forrageiras, bem como sua utilização, armazenamento, beneficiamento e comercialização.
  19. Planejar e suprir as necessidades alimentares dos animais, através do cálculo de balanceamento alimentar respectivo a cada raça e estágio de desenvolvimento.
  20. Distinguir a composição dos produtos de origem animal, a carne e seus cortes, executando seus processos de transformação e/ou beneficiamento, garantindo a qualidade.
  21. Elaborar, aplicar e monitorar processos de agregação de valor aos produtos de origem animal, mais especificamente carne.
  22. Identificar e aplicar os processos gerais de criação de raças de bovinos de leite: origem, evolução, manejo e alimentação, reprodução e melhoramento genético, concebendo suas relações com o ser humano e o ambiente.
  23. Planejar, organizar e executar projetos, programas e atividades de implantação, desenvolvimento e aproveitamento das criações de gado leiteiro.
  24. Distinguir a composição dos produtos de origem animal, leite e seus derivados, executando seus processos de transformação e/ou beneficiamento, garantindo a qualidade.
  25. Elaborar, aplicar e monitorar processos de agregação de valor aos produtos de origem animal, mais especificamente leite.
  26. Identificar e aplicar os processos gerais de criação de raças de aves de corte e postura: origem, evolução, manejo e alimentação, reprodução e melhoramento genético, concebendo suas relações com o ser humano e o ambiente.
  27. Planejar, organizar e executar projetos, programas e atividades de implantação, desenvolvimento e aproveitamento das criações de aves de corte e postura em todas as suas fases.
  28. Planejar e suprir as necessidades alimentares das aves de corte e postura, através do cálculo de balanceamento alimentar respectivo a cada raça e estágio de desenvolvimento.
  29. Distinguir a composição dos produtos de origem avícola, carne, derivados e ovos, e seus respectivos processos de transformação e/ou beneficiamento, garantindo a qualidade dos mesmos.
  30. Elaborar, aplicar e monitorar processos de agregação de valor aos produtos de origem avícola.
  31. Identificar e aplicar os processos gerais de criação de coelhos, rãs, peixes e abelhas: origem, evolução, manejo e alimentação, reprodução e melhoramento genético, concebendo suas relações com o ser humano e o ambiente.
  32. Planejar, organizar e executar projetos, programas e atividades de implantação, desenvolvimento e aproveitamento das criações de coelhos, rãs, peixes e abelhas em todas as suas fases.
  33. Planejar e suprir as necessidades alimentares dos pequenos animais domésticos, através do cálculo de balanceamento alimentar respectivo a cada espécie e estágio de desenvolvimento.
  34. Distinguir a composição dos produtos de origem cunícola, ranícola, piscícola e apícola e seus respectivos processos de transformação e/ou beneficiamento, garantindo a qualidade dos mesmos.
  35. Elaborar, aplicar e monitorar processos de agregação de valor aos produtos de origem cunícola, ranícola, piscícola e apícola.
  36. Identificar e aplicar os processos gerais de criação de ovinos e suínos: origem, evolução, manejo e alimentação, reprodução e melhoramento genético, concebendo suas relações com o ser humano e o ambiente.
  37. Planejar, organizar e executar projetos, programas e atividades de implantação, desenvolvimento e aproveitamento das criações de ovinos e suínos em todas as suas fases.
  38. Planejar e suprir as necessidades alimentares de suínos e ovinos, através do cálculo de balanceamento alimentar respectivo a cada espécie e estágio de desenvolvimento.
  39. Distinguir a composição dos produtos de origem ovina e suína e seus respectivos processos de transformação e/ou beneficiamento, garantindo a qualidade dos mesmos.
  40. Elaborar, aplicar e monitorar processos de agregação de valor aos produtos de origem ovina e suína.
  41. Identificar pragas, doenças e inços causadores de danos às culturas hortifrutícolas anuais e perenes, estabelecendo os níveis de dano por elas causados e, em função destes níveis, definir métodos de controle de menor impacto ambiental, econômico e social possível;
  42. Distinguir os princípios de funcionamento, os processos administrativos e de controle dos agronegócios, com ênfase no sistema cooperativista;
  43. Aplicar métodos e utilizar ferramentas de gestão empresarial, avaliando a relação custo X benefício nos diversos setores e etapas do agronegócio.
  44. Elaborar projetos de construções rurais e barragens, dimensionar sistemas de irrigação e drenagem, manusear aparelhos e equipamentos topográficos, efetuando levantamentos e cálculos planialtimétricos.
  45. Conhecer os processos de cultivos abertos ou protegidos, multiplicação e produção das espécies frutíferas e olerícolas.
  46. Projetar, implantar e monitorar atividades olerícolas e frutíferas, desde a multiplicação das espécies até sua comercialização
  47. Elaborar, aplicar e monitorar processos de agregação de valor aos produtos de origem frutífera e olerícola.
  48. Efetuar vistorias e elaborar laudos, perícias, pareceres, relatórios e projetos, inclusive de incorporação de novas tecnologias para a produção de hortifrutícolas.